Nota oficial – Perfil Fake Raull Santiago

Por Raull Santiago


FIZERAM (mais um) PERFIL FAKE PARA MIM & ainda me deram um sobrenome que nem tenho, -> MELO.

Sobre isso: NÃO VAMOS PARAR!

16796964_1137690733024171_4670112626520598313_o1) Essa tática já foi usada outras vezes com ativistas de favela, no intuito de tentar deslegitimar um importante trabalho feito, que expõe as graves falhas na atuação do estado para com a favela, onde o mesmo só atua nesses territórios através da polícia, da violência e todos os tipos de arbitrariedades das chamada Guerra às Drogas.

2) Nós do Coletivo Papo Reto acreditamos que denunciar o mal servidor público (policial), que usa de sua função para cometer abusos de autoridade e violações diversas é muito importante. Também vemos como um serviço público que prestamos a sociedade, que sendo nós parte dela, também não queremos que servidores usem nossos impostos para cometer abusos, crimes e ainda alimentar todo o mal que essa situação abre precedentes.

3) Não é novidade para mim, para o Papo Reto, para moradores, para a sociedade e para governantes a existência do varejo das drogas na favela. Enquanto crime(fora da lei), tráfico de drogas é caso de polícia. Enquanto servidor público(dentro das leis que nos regem), o policial que usa da farda para cometer abusos, é problema nosso, da sociedade. Assim como questionar o ciclo de negações de direitos diversos para a favela e de arbitrariedades cometidas pelo estado, que mantém alguns jovens da periferia se envolvendo nesse varejo.

4) Acreditamos que a chamada GUERRA às DROGAS nunca teve esse real sentido, é uma GUERRA AOS POBRES, onde com a desculpa de enfrentamento às drogas, o estado, através e principalmente da polícia, comete uma série de arbitrariedades e violações de Direitos na Favela. Denunciar o que não é exposto é importantíssimo, em uma sociedade onde a favela é vista de forma pejorativa e preconceituosa, apenas.

5) A Comunicação Independente que fazemos é exatamente no sentido de disputar narrativas, para expor a partir de quem vive, a realidade sobre a favela.
Muitas vezes a mídia hegemônica, governantes e a própria polícia falam sobre nós com inverdades e através do Coletivo Papo Reto, usamos a comunicação como ferramenta para disputar verdades, garantir direitos e tentar mudar esse histórico e violento formato no modo como somos tratados.

6) A EXISTÊNCIA da CRIMINALIDADE não é culpa nossa e inclusive trabalhamos fazendo com que as violações do estado expostas, na tentativa de mostrar que isso só gera mais violência, enquanto tentamos garantir direitos e que um outro olhar sobre a favela seja construído, para que no futuro não aconteça todo esse tipo de situação que vemos como consequência de preconceitos, racismo, tentativa de inferiorização do favelado e negação de direitos para nós da favela.

7) Entramos em contato com vários parceiros e parceiras, que chegaram até o Facebook (escritório de Nova Iorque) e já derrubamos a página. (Mas outras podem surgir).
Para isso, estamos tentando conseguir a verificação (selo azul) do Facebook para meu perfil e todos e todas do Papo Reto, para que ele seja marcado como perfil oficial. Ao mesmo tempo, criando um alerta a tudo que é criado com a combinação de nossos nomes, para chegar a nós por email.

8) O perfil que era fake está na imagem acima, assim como outros fakes que já postaram – as mesmas fotos de sempre – quando são criados. Estamos monitorando não é de hoje variados perfis fakes e os amigos que os fakes tem 😉

09) É INACEITÁVEL que comunicadores/comunicadoras independentes ou ativistas sejam perseguidos, forjados e ameaçados dessa forma mesquinha. Não irão nos parar dessa forma tão baixa.

10) Sigam: Coletivo Papo Reto!!

11) ACREDITO FIELMENTE no que fazemos e que estamos através dessa comunicação e ações de campo, construindo um futuro diferente, que garante a vida e um futuro melhor para todos nós.
Sei que a caminhada é árdua e dolorosa, que as vezes traz consequências terríveis, mas é preciso dar o primeiro passo e nós seguiremos em frente.
No mais, se um dia o que amo e acredito se tornar uma conseqüência grave direta para mim, só quero que aqueles e aquelas que acreditaram no que eu tento construir, que não abandonem minha esposa e meus filhos.

EM FRENTE, RESILIÊNCIA!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s