O TRATADO DE PAZ DA COLÔMBIA…

…Em um café, no Museu do Ouro – Bogotá.

Este mês fui convidado para participar de um encontro sobre Segurança Cidadã e Justiça Criminal na América Latina e Caribe, realizado pela Open Society Foundations, em Bogotá na Colômbia.

Foi uma imersão bem interessante, onde estiveram presentes lideranças da sociedade civil e do poder público de diferentes países dessa região, reunidas durante alguns dias, para pensar a diminuição da violência na América Latina e Caribe, em um momento importante, onde a Colômbia tem avançado num possível tratado de paz.

14063708_1101350246579891_1725143376824685263_nEm uma certa tarde chuvosa e gelada da capital localizada na Cordilheira dos Andes, por volta das 16h e sem agenda de trabalho, saímos para conhecer a cidade e  também fomos visitar o conhecido Museu do Ouro.  Após a visita e dentro do próprio museu, fomos tomar um café, na cafeteria do espaço. A maioria das mesas estavam ocupadas, havia apenas uma grande, no canto, onde encontrava-se apenas um senhor, tomando seu café super quente, pelo vapor que víamos sair da xícara.

Fomos até ele e perguntamos se estaria tudo bem compartilharmos com ele aquela grande mesa, já que as outras estavam ocupadas. Éramos um total de 4 pessoas o nosso grupo.

Nos sentamos e ele rapidamente começou a puxar assunto conosco. Perguntou de onde éramos e ao nos ouvir falar que viemos do Brasil e que estávamos em Bogotá, envolvidos em um encontro que discutia a redução da violência e as guerras na América Latina, ele sorriu.

O Senhor, então, inicia uma conversa mais atenciosa e começou a nos contar que ele estava naquele espaço, aquela tarde, por um motivo muito especial, relacionado aos novos tempos da Colômbia. Que gostaria muito de estar reunido com sua família, mas eles não estavam na cidade e por isso, ele estava no museu a tomar o seu café,  comemorando uma notícia importante que acabará de receber, poucas horas atrás.

Então ele nos contou que por volta das 13h daquela tarde, pessoas ligadas ao poder público colombiano, haviam ligado para ele e fizeram a seguinte pergunta: Senhor, consta em nossos relatórios que és um dos camponeses que foi expulso de sua fazenda por conta da guerra entre os paramilitares e a guerrilha, durante os anos da guerra na Colômbia?

Ao responder que sim, que ele era realmente essa pessoa, foi informado que haveria uma indenização para aqueles e aquelas que foram expulsas de suas terras e que algumas poderiam, inclusive, retornar aos terrenos que ainda estivessem em condição de serem habitados.

O senhor olhou para cada um de nós, tomou um gole de café, sorriu e disse

14075073_1102187663162816_1396831461_oEntenderam a importância do que estou falando? Este é um momento de grande avanço, um símbolo das mudanças e dos novos tempo para o povo da Colômbia. Fica para trás um passado incerto, onde diferentes confrontos aconteciam por todas as partes, em que carros, casas, prédios em diferentes lugares do país, principalmente em Cali, Medellín e Bogotá, explodiam a todo tempo. Eram anos extremamente difíceis, de diferentes conflitos, de muitas guerras que aconteciam ao mesmo. 

Havia a  polícia Nacional da Colômbia tentando diminuir o poder dos cartéis de Cali e Medellín, onde as respostas dos cartéis eram cada vez mais violentas não apenas com a polícia, mas com jornalistas, importantes pessoas ligadas ao governo, políticos, empresários e um altíssimo número de assassinados.

Também lembro da violência da guerra entre os próprios cartéis de Cali e Medellín, que altamente armados, com muito dinheiro e com inteligência no uso de explosivos, eram comuns as explosões. O Pânico era geral.

Outra frente de guerra, também lembrada pelo senhor era da guerrilha com os paramilitares, estes últimos, recebendo forte financiamento de países como os EUA. Era uma época de muitos sequestros e desaparecimentos, viver nos campos era impossível. Foi um grande e terrível ciclo de guerras, na qual milhões de pessoas morreram durante esses anos da extrema violência.

Mas hoje em dia,  há avanços, chegamos a esta ideia mais uma vez, o Tratado de Paz e levando em consideração a ligação que eu acabei de receber, é um sinal dos novos tempos em nosso país. Haverá grandes mudança e acreditem, meus amigos, que agora a Colômbia caminha para ser um dos melhores países a se viver, não apenas na América Latina, mas também no mundo. Levem esta mensagem de mudanças, meus amigos brasileiros.

Após falar sobre a guerra, ainda houve um conversa bastante inusitada, onde o senhor perguntou se entre os que estavam naquele café, quem de nós era pessoa de fé, que acreditava em Deus. A partir disso, começou a nos contar como se curou de uma doença incurável, o assustador Mal de Parkinson, acreditando ter sido curado por influência do Papa João Paulo Segundo. Então deu a cada um de nós, duas fotos deste Papa, que ele carregava aos montes em sua carteira. Além disso, ele deu-me uma moeda e uma nota de mil pesos colombianos, nota e moedas novas, da qual ele me falou que é para simbolizar os novos tempos na Colômbia e a relação próspera entre colombianos e brasileiros.

14123480_1102187709829478_150079144_o (1)

Assim foi o fim de uma tarde muito diferente, naquele lugar incrível que é o museu de Ouro na Colômbia, onde pudemos conhecer um pouco da #HistóriadoMetal pelo mundo e entender como a ganância dos colonizadores, exterminou diversas tribos ao redor do mundo, para tirar-lhes o ouro, recolhido e modelado por esses povos que habitavam essas terras. Também tivemos a oportunidade de estar com este senhor e em um café de Bogotá, ouvir sobre os possíveis avanços desse tratado de PAZ, em andamento na Colômbia.

Me resta agora a vontade de uma imersão nas comunas, em especial a 13, em Medellín.

Lá é onde tem o teleférico que foi copiado aqui para o Complexo do Alemão. É a opinião das pessoas que moram nas comunas/favelas que quero ouvir, sobre esse tal Tratado de Paz colombiano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s