Papo de morador – Cleber Araújo

Papo de morador é uma serie de texto que irá mostrar a favela a partir da visão da própria população. Todos nós somos moradores, mas nós do Coletivo decidimos que as falas precisam ser pluralizadas. Para o nosso primeiro Papo de morador, temos o Cleber Araújo, 38 anos, um dos administradores do perfil Alemao Morro no facebook, morador do Complexo do Alemão há 9 anos, nascido na Bahia e consciente do momento de caos que a nossa favela está vivendo. Leia o texto e reflita.


20150316092056

NOSSA ALMA ESTÁ SANGRANDO

Os interesses especulativos tem sido um monstro de tamanho descomunal, muito maior que VIDAS. As regras que estão regendo esse jogo sujo, tem feito destruições inimagináveis por todos que vivem às margens dessa sociedade que cultua e valoriza jogar a “sujeira para baixo do tapete”.

O que temos vivido nos dias atuais, nos deixam preocupados com o nosso futuro e existência, pois, no preâmbulo de um advento, estamos sendo dizimados de forma paulatina e silenciosa, e de maneira assustadora, os que apoiam e financiam a tudo isso aplaudam em uníssono, festejam calados ao nosso extermínio, torcem para que sumamos como uma incógnita que sempre incomoda-os.

Aqui na Favela, mais precisamente aqui no Complexo do Alemão, temos vivido uma expulsão compulsória e de forma escancarada, com um ódio letal aos que ainda sobrevivem aqui. Um ódio declarado, da parte do dito Poder Público, que com seus tentáculos aleijados, colocou apenas os braços de açoite e que nos fazem saber que estão aqui para nos fazer lembrar, que devemos sair daqui por vontade deles… O nosso povo vive em estado de insegurança total, de incertezas, de medo, de pavor. A implantação da desestabilização é visível, as ruas estão vivendo vazias, os comércios tem fechado as portas, locais tem sido abandonados, crianças não tem ido as ruas brincar, os velhos já não saem mais, as famílias não estão recebendo os familiares distantes, parece que entramos em colapso psico social interno, estão nos colocando em uma enorme redoma e soltando um gás letal e mortal.

O que mais nos entristece é a forma como tem sido conduzido os processos errôneos de implantação dessa falsa “PAZ”, estamos cansados e sem ânimo, sendo destratados como se fôssemos apenas números estatísticos de um ideal global de interesses plenamente exterminatório, onde o ser humano tornou-se moeda sem valor e que passa a predominar é a imagem que os que estão regendo essa batuta maligna. Os poderosos que administram estão debaixo de uma égide satânica, onde o que impera é a sagaz força da LIMPEZA SOCIAL, se é que isso existe, e as favelas tem sido os protagonistas dessas mentes diabólicas. Desencadearam uma guerra às Favelas, para mostrar ao mundo que esses aglomerados podem ser “dominados” pelo Estado, e estão disposto a tudo para isso, o que não informaram a eles que pelo caminho existem VIDAS, pessoas de almas e que durante toda a sua existência lutaram muito para construir tudo que hoje é constituído em matéria, a chamada cidade. Foram os MARGINALIZADOS QUE com seus braços e mão fortes levantaram cada alicerce, cada tijolo dessa imensa cidade chamada Rio de Janeiro. É daqui das Favelas que milhões saem todas as manhas para trabalhar e ainda continuam no desenvolvimento da mesma.

O nosso grito de hoje é o mesmo de ontem, o desejo viver de ontem é o mesmo de hoje. Quer ver mudança nas Favelas? Nos deixem ser apenas ser humano dignos dos DIREITOS BÁSICOS PARA SOBREVIVÊNCIA! Nos dias atuais o que mais incomoda o mundo externo da Favela é a FORÇA que temos, é a capacidade de SOBREVIVER com tantas adversidades e seguir sorrindo, quando cantamos ao som da alegria que vem de dentro de cada um de nós, sei que isso soa como uma afronta, quando dançamos isso os deixam em pânico, talvez por isso tantas proibições e tantas limitações de acesso ao que nos ALEGRA…

Queremos esquecer mais esse capítulo da nossa história, período chamado PERÍODO UPP. Essa fase só está fazendo as nossas ALMAS SANGRAREM. Só está nos trazendo LUTO e muitas dores, o grito está preso nos recônditos da nossa DOR, nos fazendo chorar os nossos mortos, nos trazendo escuridão física e psicológica, fazendo as NOSSAS ALMAS SANGRAREM… E tudo isso para alimentar os fins especulativos e econômicos, de motivos políticos e egocêntrico, e ainda me pergunto:

PARA QUÊ?

PARA FAZER AS NOSSAS ALMAS SANGRAREM.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Daniel Silva disse:

    Boa Tarde Isso Ai Sr Kleber
    Parabéns Pelo Esse Comentário
    Que Deus Abençoe Nossos Lares
    PAZ No CPX

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s